Breaking News
Home / DESTAQUE / 8 de abril – O DIA NA HISTÓRIA – LÚCIO ALBUQUERQUE

8 de abril – O DIA NA HISTÓRIA – LÚCIO ALBUQUERQUE

Achegas para a História de Porto Velho

Antonio Cantanhede, Edição de 1950.

RONDÔNIA
1948 – É grande o número de tuberculosos em Porto Velho e o governo do Território iniciou uma campanha de orientação, combate e prevenção à doença.
1950 – Para ajudar os ribeirinhos alagados pelo Rio Madeira, são vários os movimentos em Porto Velho, incluindo coleta de donativos, sessão especial de cinema e um festival num clube da cidade.
1984 – Com previsão de mais chuvas fortes até ao fim do mês, as águas do Rio Madeira já invadem ruas centrais de Porto Velho e a antiga estação da ferrovia Madeira-Mamoré.
1987 – Dois delegados, acusados de envolvimento no assassinato do comerciante de ouro “Assis”, em 1982, tentam relaxar a preventiva para se apresentarem à Justiça (AM).
COMEMORA-SE
Dia Nacional do Sistema Braille. Dia Nacional do Correio. Dia Mundial da Astronomia. Dia Internacional das Pessoas Ciganas.
Cristãs celebram o Sábado de Aleluia e católicos, São Dionísio.
BRASIL
1719 – Criação da cidade de Cuiabá, capital de Mato Grosso. 1888 — A tela Independência ou Morte (Pedro Américo), foi exposta pela primeira vez na Academia Real de Belas Artes de Florença e 3 meses entregue ao Museu Paulista.

MUNDO
1820 — A obra de Alexandre de Antioquia, “Vênus de Milo” é descoberta na ilha egeana de Milos. 1204 — As tropas da Quarta Cruzada iniciam um cerco a Constantinopla, e a 13 conquistam a cidade. 1923 – Descoberta da supercondutividade pelo físico holandês Heike Kamerlingh Onnes. 1959 – Fabricantes de computadores, usuários e ,membros de universidades debatem a criação de uma nova linguagem de programação, a COBOL.
FOTO DO DIA
PORTO VELHO E O 1º COMERCIANTE
“Com víveres, bebidas e alguma caça que aparecesse”. Assim surgiu o primeiro estabelecimento comercial em Porto Velho (*) em 1907, um barraco coberto de palha em área cedida pela administração da ferrovia Madeira-Mamoré.
O proprietário era um barbadiano que deixou a empresa e se estabelece no povoado que se formava desde que a construtora da ferrovia decidiu tirar de Santo Antônio seu principal canteiro de obras e instalar 7km a jusante, no povoado que seria depois Porto Velho.
Depois a construtora mandou fazer um outro prédio, maior e mais confortável, agora coberto de zinco e transferiu para ali os comércios, localizado na área que depois foi construída a Praça Rondon, administrado pelo morador Félix de Campos.
A casa de Félix de Campos sediou, em 1915, a instalação do município, ele mesmo nomeado para ser um dos “intendentes” (vereadores) nomeado, como todos outros edis e o superintendente (prefeito) Fernando Guapindaia de Souza Brejense, pelo governador Jonatas Pedrosa, do Amazonas, a cujo Estado Porto Velho pertencia.
(*) Jornal Alto Madeira 8.4.1949, artigo de Antonio Cantanhede, autor de “Achegas para a História de Porto Velho”, ed. 1950.
Imprimir

About Jefferson Ryan

Check Also

Num universo vasto e misterioso, somos confrontados com perguntas que ecoam através dos séculos: Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos?

Por: Edson Jaworski, Venerável Mestre da ARGBLS Geraldo Lima n.º 24 Em meio às complexidades …