Home / CULTURA / Al Capone (1899-1947), o legendário gangster americano,nasceu no Brooklin, em Nova York.

Al Capone (1899-1947), o legendário gangster americano,nasceu no Brooklin, em Nova York.

Alphonse Gabriel “Al” Capone

Por: *Cornelius Vanderbilt Jr. (1898-1974), repórter especial da revista Liberty.

Liberty, 17 de outubro de 1931.

“Nossa gente tem que se manter unida”

Estávamos sentado, eu e Al Capone, em um escritório espaçoso no quarto andar do Lexington Hotel em Chicago.  Já passava das quatro da tarde. Era quinta-feira, 27 de agosto. Ano 1931.

Hotel Lexington Chicago

Lá embaixo, nas calçadas, policiais fardados e à paisana. Todo Mundo sabia que eles estavam nas ruas. Desbarataram dezenas de pontos de gângsters nas últimas 24 horas. Deram batidas em hotéis e apartamentos. O que Pat Roche mais queria no mundo era o rei. E Pat era o promotor público.

Alguém tinha sido sequestrado. Seu nome era Lynch. Achando que talvez Al Capone soubesse alguma coisa sobre isso, a polícia de Chicago pediu ajuda ao rei para encontrar Lynch. Sua Majestade concordou graciosamente e, logo depois, Lynch foi encontrado sem pagar um tostão de resgate.

Al Capone não tolera certos tipos de negócios ilícitos e sequestro é um deles. Ele reclinou-se um pouco mais na confortável cadeira de escritório. Nós já estávamos conversando a mais de uma hora. Al Brown, como gosta de ser chamado, não é um tipo comum de gângster que subiu na vida. Ele é um organizador e um político capaz. Aos 32 anos, o senhor Brown tem a máquina mais eficiente que este país já viu. Tem uma folha de pagamento de mais de duzentos mil dolares por semana. Até o momento, não foi superada. Como pode um homem jovem como ele manter inteira o tipo de organização que ele construiu? perguntei-lhe. A resposta veio sem hesitação:

“As pessoas não respeitam nada hoje em dia. Houve um tempo em que a virtude, a honra, a verdade e a lei eram colocadas em um pedestal. Nossos filhos eram educados para respeitar certas coisas. As pessoas que não respeitam nada detestam o medo. Por isso construi minha organização sobre o medo. Aqueles que trabalham comigo não têm medo de nada. Os que trabalham para mim são leais, não por causa do pagamento mas porque sabem o que pode acontecer se eles não forem.

” O governo é muito mole com os violadores da lei e diz que vai mandá-los para a cadeia se eles desafiarem a lei. Os violadores riem e arrumam bons advogados. Só os que não têm dinheiro são punidos. As pessoas acham graça das coisas que ficam sabendo. Elas gostam de fazer piadas e rir dessas coisas. O senhor acha que algum dos seus amigos ia achar graça se tivesse medo de ser levado para uma passeio sem volta?”

Ele continuou:

” O suborno é uma máxima na vida hoje em dia. É a lei onde nenhuma outra lei é obedecida. Ele está corrompendo este país. Dá para contar nos dedos os legisladores honestos. Podem ser contados em uma mão!

“A virtude, a honra, a verdade e a lei desapareceram da nossa vida. Somos todos uns espertalhões. A gente gosta de fazer coisas erradas e se safar. E se não conseguimos ganhar a vida com uma profissão honesta,vamos ganhar dinheiro de outra maneira.”

Na parede atrás do rei estava um retrato de Lincoln em uma moldura barata. Ele parecia sorrir benevolente. Sobre a mesa principal, havia um peso de papel de bronze da estátua do Great Emancipator do Lincoln Memorial. Uma cópia do discurso de Gettysburg enfeitava uma outra parte da parede. Era fácil perceber que Lincoln era o americano mais respeitado por Capone.

” O lar é o nosso aliado mais importante”, observou Capone. Depois que toda essa loucura que o mundo está enfrentando passar, a gente vai se dar conta disso. Quanto mais forte forem os lares, mais fortes será a nação. Quando o inimigo se aproxima da nossa costa, nós a defendemos. Quando o inimigo entra nas nossas casas, nós o derrotamos. Nós devíamos humilhar em praça pública os invasores de lares, como um exemplo para os outros da mesma laia.

Fonte: A Arte da Entrevista, organizada por Fábio Altman.

Imprimir

About Jefferson Rian

Check Also

Quem Platão inspirou?

PLATÃO criou o “mito da caverna” segundo o qual a humanidade vivia presa num mundo …